top of page

Se me tivesse apercebido...

... que não era continuando a julgar-me, a pressionar-me, a castigar-me que eu ia sair deste esgotamento, deste estado de fadiga crónica e de cansaço.


Em 2016, mudei tudo no meu mundo exterior: Despedi-me do meu emprego, deixei de dar aulas de dança (pensando que a minha paixão estava a contribuir para a minha falta de energia), mudei de país... (mas mantive o mesmo homem ;)


Pensava que mudando e eliminando todos os elementos que me consumiam energia na minha vida, me sentiria melhor; pensava que o "lobo mau" estava fora de mim...


...mas isso era apenas uma fuga.


Vejo-me em muitos dos meus clientes que andam de um emprego para outro a pensar que as coisas vão melhorar, que "desta dar certo". Mas já te posso dizer que não será esse o caso.


Porque a raiz do teu questionamento, daquela vozinha que anseia por uma vida diferente e sensações diferentes, está DENTRO.


E quando o teu mundo interior continua igual, por mais que o vires do avesso e o mudes no exterior - nada adianta.


Quando continuas a criticar-te, pelo que fazes, como fazes ou pelo que não fazes e que devias ter feito...


Quando continuas a julgar-te a ti própria, a ser dura contigo própria por teres chegado onde chegaste, a querer ter um bom desempenho / agradar / continuar a todo o custo (nomeadamente a tua saúde física e mental!)...


Quando continuas a carregar essa enorme mochila (que talvez também leves uma vez por semana a um psiquiatra para continuares a mergulhar no passado em vez de começares a imaginar o futuro que desejas)...


Quando permites que a tua mente invista o seu tempo e energia a criar os piores cenários possíveis para cada pequeno aborrecimento, quando algo te incomoda e preocupa...


... Então nada vai mudar.


A verdadeira mudança, a verdadeira cura, acontece no interior. Absolutamente nada do que acontece fora de ti pode trazer-te a segurança e a paz interior com que secretamente sonhas.


Porque por detrás da casa dos teus sonhos, do emprego dos teus sonhos, da relação dos teus sonhos... está simplesmente uma enorme necessidade de segurança.


Mas a verdadeira segurança, o verdadeiro bem-estar, a verdadeira serenidade, a verdadeira realização, a verdadeira cura... começa dentro de ti (sim, eu sei, é muito irritante ouvir isto...!).


Levei muito tempo a compreendê-lo, a integrá-lo nas minhas células, a experimentá-lo.


Einstein disse: "Insanidade é fazer a mesma coisa vezes sem conta e esperar um resultado diferente".


Por isso, por favor, seja indulgente contigo própria,

Seja gentil,


Aceita os teus limites e pára de quereres sempre voltar atrás, de esperares sempre os resultados de ontem, de estares eternamente insatisfeita contigo própria.


Não há problema em descansares, em teres o tempo de que precisas.

Como a árvore, como a flor...


Confia que o teu tempo chegará, que a tua primavera chegará... se te atreveres a passar o inverno a cuidar de ti.


Pronta quando estiveres.


Amor e Luz,

Ana


Foto de cobertura de Taton Moïse na Unsplash


Comments


bottom of page