top of page

O stress tornou-se a tua normalidade?


O stress, um mecanismo de proteção


Sabias que a palavra "stress" foi introduzida na medicina em 1936 pelo Dr. Hans Selye, endocrinologista do Instituto de Medicina Experimental e Cirurgia (Universidade de Montreal, Canadá)?


A sua definição tem raízes na fisiologia e na psicologia: "Agressão do organismo por um agente físico, psíquico ou emocional, resultando num desequilíbrio que deve ser compensado por uma adaptação; agressor; tensão nervosa, constrangimento do organismo face a um choque (acontecimento súbito, traumatismo, sensação forte, ruído, excesso de trabalho); estado de uma pessoa sujeita a esta tensão".


Repare que o stress não é uma emoção: é uma resposta fisiológica de adaptação do seu organismo.


O stress é muitas vezes visto como negativo. No entanto, em termos de saúde, é a força protetora do organismo, uma vez que participa nos vários sistemas destinados a preservar as nossas funções vitais e, por extensão, os nossos órgãos vitais e, consequentemente, o nosso cérebro.


A resposta ao stress existe para te ajudar a enfrentar o desafio com que te deparas no momento. A curto prazo, dá-te um impulso de energia e de alerta muito necessário (podes agradecer ao teu corpo por isso!).



Stress significa sistema nervoso


O sistema nervoso autónomo é uma das principais vias neurais activadas pelo stress.


No nosso corpo, temos vários "sistemas", todos eles a trabalhar com um objetivo preciso, por exemplo, os sistemas cardiovascular, imunitário, linfático, digestivo, respiratório, urinário... Mas existem apenas dois sistemas no nosso corpo que são os chamados sistemas "reguladores", ou seja, que trabalham para manter a homeostasia no nosso corpo:


O primeiro é o sistema endócrino (hormonal) e o segundo é o famoso sistema nervoso.


O que torna o sistema nervoso simpático tão poderoso é que, para além deste papel regulador, tem também um papel de coordenação: coordena as actividades de todos os outros sistemas, desempenhando o papel de "maestro" para que os sistemas se possam regular o melhor possível.


Em situações frequentemente associadas ao stress crónico, como as perturbações depressivas graves, o sistema nervoso simpático (também conhecido como o "ramo de emergência" do sistema nervoso autónomo) pode ser permanentemente ativado, sem a contra-reação normal do sistema nervoso parassimpático*. Como resultado, o sistema imunitário pode ser ativado com níveis aumentados de substâncias pró-inflamatórias.


*O sistema parassimpático ajuda-nos a regular as funções internas e acalma o corpo quando o perigo já passou, impedindo-o de permanecer mobilizado durante demasiado tempo. Uma mobilização demasiado longa pode conduzir a patologias. Certas acções do ramo parassimpático servem para reduzir os efeitos deletérios das respostas do ramo de emergência às situações de stress.



Os efeitos nocivos do stress crónico / traumas não resolvidos


Quando o teu sistema nervoso permanece preso no modo de "sobrevivência" após o estímulo inicial ter passado, o ciclo vicioso do stress começa.


O teu corpo esgota-se em resposta ao stress crónico e o teu estado físico e mental pode deteriorar-se rapidamente.


As hormonas do stress (como o cortisol e a adrenalina) podem então começar a causar danos no teu corpo, tais como:


✨ inflamações / infecções

✨ dores crónicas

✨ dificuldade em perder ou ganhar peso

✨ fadiga / falta de energia

✨ problemas de sono

✨ perda de cabelo

✨ inchaço / síndrome do intestino irritável

✨ ansiedade ou mesmo depressão

✨ e por aí fora (já os tive todos, aliás)


A sobrecarga, a ansiedade, o mal-estar e a preocupação tornam-se parte da tua rotina diária. Com o tempo, estas reacções ao stress tornam-se hábitos, deixando-te preso numa rotina mental e física.


As tarefas normais do dia a dia tornam-se imensamente aborrecidas e complicadas. Assumem proporções inacreditáveis e transformam-se em montanhas impossíveis de escalar...



Como sair de um estado de stress crónico?


Saiba que não podes usar apenas a tua mente para encontrar soluções e explicações; também precisas de explorar os teus SENTIMENTOS para saires deste estado de stress crónico e de alerta. Não precisas de te aprofundar na tua mente: podes aprender a ligar-te à sabedoria do teu corpo para o ajudar a manter-te enraizado e a não perder a bênção de estares vivo 🙏🏻


A abordagem somática treina o teu corpo e mente para desenvolver uma sensação de segurança e bem-estar com base em técnicas de movimento e relaxamento que te ajudam a tomar consciência do teu corpo e dos teus pensamentos.


Permite-te ligares-te ao teu corpo, libertares a tensão física e ativares a resposta de relaxamento natural e inata do teu corpo.


Recupera a estabilidade emocional, reduz o stress, aumenta a tua imunidade e reconquista a tua energia vital através de gestos e movimentos simples e quotidianos.


Pronto para combater o stress, cultivar a calma e viver uma vida cheia de vitalidade? 🙌🏻


⬇️⬇️⬇️


O vídeo do Youtube desta semana (vlog em francês)


Esta semana, gostaria de te sensibilizar para os efeitos nocivos do stress crónico e partilhar algumas soluções para sair deste ciclo vicioso



Comments


bottom of page