top of page

Liberta as tuas ancas, liberta a tua vida!

Se alguma vez assististe a uma aula de ioga, provavelmente já ouviste dizer que as emoções são armazenadas nas ancas. Mas o que é que isso significa e porque é que as ancas parecem ser o recipiente de armazenamento de emoções reprimidas e traumas não libertados?


Um pouco de anatomia

Devido ao facto de estarmos excessivamente sentados nas culturas ocidentais (em vez de adoptarmos posições regulares de agachamento como nas culturas orientais e indígenas), é comum termos as ancas tensas.


A articulação da anca funciona como uma das articulações mais importantes do corpo humano. As nossas ancas funcionam como o cruzamento entre a parte superior e inferior do corpo. Suportam o peso do nosso corpo, são fundamentais para a estabilização do nosso centro, bem como para a nossa mobilidade.


Em termos anatómicos, a pélvis está cheia dos nossos órgãos criativos e reprodutores e contém o músculo psoas, localizado no centro, que liga a parte superior e inferior do corpo (a respiração e o diafragma às pernas), tornando o centro do nosso corpo importante tanto física como emocionalmente.

A nossa reação ao stress Aninhados no psoas estão os rins, responsáveis pela filtragem das toxinas do corpo, bem como as glândulas supra-renais, que controlam a resposta de luta, fuga ou imobilização. Esta é a reação natural do corpo à perceção do perigo. Quando se está sob qualquer tipo de stress mental ou emocional, o músculo psoas reage com um aperto.


Quando estamos zangados, stressados, ameaçados, assustados ou mesmo surpreendidos, muitas vezes - inconscientemente - mobilizamos as ancas para fugir ( correndo) ou lutar, ou dobramo-nos para a frente e levantamos os joelhos para proteger o nosso corpo. Quando as crianças estão tristes ou frustradas, é frequente enrolarem-se numa bola e chorarem. Ativar os flexores da anca para ficarem fetais é uma ação reflexa inerente.


O problema é que, mesmo depois de o stress ter passado, a tensão pode continuar no corpo e na zona das ancas, contribuindo para coisas como dores de cabeça e dores lombares. O teu corpo, a tua mente subconsciente O teu corpo é a tua mente subconsciente, e o corpo físico pode mudar dependendo do que estás a sentir.

Já ouviste falar do livro "As 5 feridas que impedem a felicidade" de Lise Bourbeau? Neste livro, ela demonstra que todos os problemas de ordem física, emocional ou mental provêm de cinco importantes fontes de mágoa: rejeição, abandono, humilhação, traição e injustiça. Para fazer face a estas feridas, colocamos aquilo a que ela chama "máscaras" e estas máscaras desempenham um papel na forma do nosso corpo.


Assim, segundo Lise, a nossa aparência física, a forma do nosso corpo, a nossa postura, o nosso peso corporal... espelham o que se passa no nosso íntimo, subconscientemente. A ligação mente-corpo É aqui que entra o fascinante mundo da ligação mente-corpo, com todos os benefícios relacionados com as práticas mente-corpo, como o ioga, o pilates e a meditação, que eu faço o meu melhor para vos dar a conhecer :)


Por isso, o vídeo desta semana é sobre como manter as nossas ancas saudáveis e felizes!


Enjoy 🤎



Comments


bottom of page